Dois poemas de Julio Flórez em português

lauren

  FLORES NEGRAS   Ouve: sob as ruínas das minhas paixões, e no fundo desta alma que já não alegras, entre a poeira de sonhos e de ilusões jazem intumescidas as minhas flores negras.   Elas são a lembrança daquelas horas em que presa nos meus braços adormecias, enquanto eu suspirava pelas auroras dos teus […]

Sin comentarios

RSS feed para los comentarios de esta entrada.

Sorry, the comment form is closed at this time.

Este blog funciona gracias a WordPress con el theme GimpStyle diseñado por Horacio Bella.
Entradas y Comentarios feeds. XHTML y CSS válidos.